Vida de Oração Contínua

100_2135.jpg

A vocação da monja carmelita , segundo o princípio da Regra, consiste em
"viver em obséquio de Jesus Cristo", "meditando dia e noite na Lei do Senhor

e velando em oração".

 

O compromisso da oração e contemplação não se restringe apenas à participação dos momentos estabelecidos para a oração.

Pelo contrário, a oração penetra toda existência da monja, para que ela caminhe "na presença do Deus vivo",de maneira que toda sua vida se torna uma oração,

uma busca de união com Deus.

 

"Para mim, a oração não é senão tratar de amizade, estando muitas vezes a sós, com quem sabemos que nos ama."

(Sta. Me. Teresa de Jesus)

Liturgia

A sagrada liturgia consiste na celebração da Eucaristia, Liturgia das Horas e os Sacramentos.

 

"Na celebração litúrgica, a comunidade religiosa, como assembleia que atualiza o mistério da Igreja, participa do mistério pascal de Cristo

e do exercício de seu sacerdócio. Com efeito, Ele nutre e santifica sua Igreja com a palavra, os sacramentos e a oração; e mediante o dom do Espírito Santo, a associa a Si para oferecer ao Pai o culto de glorificação, para o bem de toda humanidade." (Const 64)

 

" Por isso, com a celebração da Eucaristia e dos sacramentos, mediante a proclamação da palavra e o canto dos louvores divinos, a comunidade se edifica e se renova, exprime sua comunhão com a Igreja universal e colabora eficazmente para a vinda do Reino de Deus. " (Const 64)

Missa-Cursilho-min.jpg
A Santa Missa

" Fonte e cume da vida comunitária é a Eucaristia, sinal de unidade e vínculo de comunhão em Cristo. (Const 89) Na celebração da Eucaristia, Cristo renova sua aliança com a Igreja
e torna sacramentalmente presente o sacrifício pascal.

Sinal de unidade e vínculo de caridade, o banquete eucarístico
une a comunidade em um só Corpo e em um só Espírito,

mediante a participação no único pão e no único cálice" (Const 66).
 

MISSA PE. RENAN.jpg
Liturgia das Horas (Ofício Divino)

"Ao assumir a natureza humana, Cristo Jesus, sumo sacerdote do Novo e Eterno testamento, introduziu nesse exílio terrestre

o hino que eternamente canta no céu. Unindo-se a toda estirpe humana, a associa ao seu próprio cântico de louvor. 

Continua a exercer este papel sacerdotal através de sua Igreja,

que louva o Senhor sem interrupção e ora pela salvação de todo

o mundo, não apenas na celebração da Eucaristia,

mas especialmente no desempenho do Ofício Divino." (SC,83)

coro em pe.jpg
Oração Pessoal

Diariamente, a monja Carmelita dedica duas horas à oração silenciosa, ou seja, a estar em diálogo íntimo com o Senhor.

Santa Teresa deixou às suas monjas um legado de oração simples e ao mesmo tempo profundo. Para ela orar não é pensar muito, mas amar muito. É estar na presença de Deus e deixar-se amar por Ele, sendo receptivo a um Deus tão amigo de dar.

 

"Deus nunca se cansa de dar, e sua misericórdia não se pode esgotar. Que nós não nos cansemos de receber".

(Santa Me. Teresa de Jesus)

Devoção Eucarística
DSCN2596_edited.jpg

A presença permanente de Cristo na Eucaristia, centro da comunidade, fomenta a união com Cristo, "companheiro nosso no Santíssimo Sacramento", e favorece a oração pela Igreja, de acordo com o espírito teresiano.

Todas as irmãs procurarão adorar o Senhor presente no tabernáculo, com a visita diária e outras práticas de devoção eucarística, segundo as normas da Igreja e as tradições de cada mosteiro.(Const, 67).

Solidão na Cela

Nossa Regra diz:

" Permaneça cada um na sua cela, ou junto dela, meditando dia e noite na Lei do Senhor, e velando em oração,

a não ser que esteja devidamente ocupado em outros afazeres".